segunda-feira, Setembro 01, 2014

Momento de poesia com Agostinho Fardilha...


Fotos minhas
Composição: LuísFardilha


        Setembro( mês do aster)


Se tua origem é um pouco nebulosa
e se te atribuem mágicos poderes,
teu perfume – dizem – elimina o mal
e cativa dos homens seu coração,
mas para uma mulher gentil e formosa
basta que ela, à semelhança de alguns seres,
resista à primeira sedução banal:
o aster para si vai ser um talismã.


Agostinho Alves Fardilha (o meu pai)
Coimbra

sexta-feira, Agosto 29, 2014

Pelos caminhos de Portugal...



Uma visita ao “Algarve profundo” pode passar também por uma refrescante ida à praia, pois bem no interior da região, a nordeste, Alcoutim tem uma aprazível praia fluvial – a do Pego Fundo- situada na ribeira de Cadavais, já próximo  da foz com o rio Guadiana.


Ao longe, o castelo de Sanlúcar /Espanha






quarta-feira, Agosto 27, 2014

Um olhar


Assim como o girassol escolhe sempre estar voltado para o Sol, escolha focalizar o lado melhor, mais luminoso e vibrante da sua vida.

(autor desconhecido)

domingo, Agosto 24, 2014

sexta-feira, Agosto 22, 2014

Um olhar


© Elisa Fardilha

"...gira o carrocel lentamente
levando as lembranças perdidas...
leva assim tanto amor,
nos giros esquecidos da vida..."

(Tanatus)

terça-feira, Agosto 19, 2014

Pelos caminhos de Portugal...



A nova Igreja de N. S. da Luz, inaugurada em 2003, evoca a antiga uma vez que é semelhante, tendo-se recorrido, para isso, a um levantamento arquitectónico rigoroso e à utilização de métodos e técnicas de construção tradicionais. Estes aspectos permitiram a integração dos elementos de cantaria mais representativos da antiga igreja, como sejam, o púlpito, a pia baptismal, os portais e capitéis góticos. As pinturas murais da antiga igreja matriz da aldeia da Luz foram destacadas do seu suporte arquitectónico, tratadas e aplicadas no mesmo local, ou seja no  arco triunfante, na nova igreja.









sábado, Agosto 16, 2014

quarta-feira, Agosto 13, 2014

domingo, Agosto 10, 2014

Pelos caminhos de Portugal...


O Jardim Dr. Santiago, em Moura, está implantado na encosta norte do castelo, erigido sobre um antigo meio baluarte da fortificação seiscentista da cidade. Por se tratar de um local alto é um dos locais da cidade onde o vento se faz sentir com mais intensidade, tornando-o, durante o Verão, num dos locais mais frescos da cidade. É um terraço bem florido e com frondosas árvores, e um autêntico miradouro.
 
O “Passeio”, como era conhecido, foi ampliado em 1892. Em 29 de Novembro de 1934 passa a chamar-se Jardim Dr. Santiago, em homenagem a José Joaquim da Costa Pinto Santiago, médico e presidente da Câmara de Moura nos anos 1884/1885.




















quinta-feira, Agosto 07, 2014

Um olhar


© Elisa Fardilha

A pobreza diminuiu?
Transformou-se em prosperidade?
Ou p'ra arredores escorraçada?
Julgo que ela não restringiu
e até a sua liberdade
ficou, aos poucos, afectada.


Com espaços mais reduzidos
mal ou bem todos se alojaram.
Descrentes de nova expressão,
vivem os dias sem ruídos,
entregues ao que mais desejaram:
trabalho e p'ros seus, afeição.


De um lado, às vezes errados amores,
d'outro é normal sincero afecto;
na parte urbana, há luzes e festas,
nos casebres, apagam os ardores,
fruto de um dia bem completo
de trabalho e livre de sestas.


Agostinho Alves Fardilha (o meu pai)
Coimbra

Mona Lisa " Animada"

ShareThis